Saúde Ultimas Noticias

‘Dia D’ de vacinação contra sarampo ocorre neste sábado em todo o país 

A campanha de vacinação é dirigida em crianças de 6 meses a menores de 5 anos

A campanha de vacinação é dirigida em crianças de 6 meses a menores de 5 anos
A8SE

O “Dia D” de vacinação contra o sarampo ocorre em todo o país neste sábado (19). Isso significa que 41,9 mil postos de saúde estarão abertos especialmente para a imunização de crianças entre 6 meses e menores de 5 anos, público-alvo desta fase da campanha nacional de vacinação contra a doença, que vai até dia 25.

Para conferir locais e horários dos postos de vacinação na cidade de São Paulo, clique aqui. 

A vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, está disponível gratuitamente, durante o ano todo, na rede pública para crianças a partir de 1 ano e adultos até 49 anos. No entanto, no “Dia D”, a vacinação será oferecida exclusivamente para crianças dentro da faixa etária dessa fase da campanha, segundo Adriana Peres, coordenadora da Covisa (Coordenadoria de Vigilância em Saúde) de São Paulo. 

Leia também: Sintomas do sarampo vão muito além de manchas vermelhas

Os bebês são as maiores vítimas do sarampo desde que a doença voltou a circular no país, no ano passado. No surto atual, 7 das 13 mortes confirmadas são de bebês menores de 1 ano, segundo o Ministério da Saúde.

Até o momento, foram confirmadas 12 mortes no Estado de São Paulo, sendo um bebê de 10 meses, um homem de 53 anos, um bebê de 11 meses, uma mulher de 46 anos, um homem de 25 anos, uma mulher de 31 anos, um bebê de 26 dias, um homem de 41 anos, um bebê de 4 meses, um bebê de 9 meses, um menino de 1 anos e uma mulher de 59 anos. Um óbito de um bebê menor de 1 ano foi registrado em Pernambuco.

Campanha terá cinco fases

A campanha nacional de vacinação terá cinco etapas, segundo o Ministério da Saúde. A segunda fase será realizada entre 18 e 30 de novembro, com enfoque na população de 20 a 29 anos. O “Dia D” está previsto para 30 de novembro.

Saiba mais: Após sarampo, rubéola pode ser a próxima doença a voltar ao país

Já as outras três fases ocorrerão no próximo ano e serão complementares a essas duas fases, dedicadas às faixas etárias de 30 a 39 anos, 40 a 49 anos e 50 e 59 anos.

A meta do governo é vacinar 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões de adultos durante a campanha. 

De acordo com o Calendário Nacional de Vacinação, a vacina contra o sarampo deve ser administrada em duas doses, sendo a primeira aos 12 meses e a segunda, aos 15 meses de idade. No entanto, em casos de surto da doença, como ocorre no momento no país, a OMS (Organizaçã Mundial da Saúde) preconiza a chamada “dose zero”, que deve ser aplicada entre os 6 e 11 meses de vida e não exclui a primeira e segunda doses.

Doença avança no país

O Brasil tem 6.192 casos de sarampo confirmados em 20 Estados, segundo o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, de 18 de outubro, o que corresponde a um aumento de 15% em relação ao período de monitoramento anterior.

O Estado de São Paulo concentra 96% dos casos da doença, em 192 municípios, principalmente na região metropolitana. Segundo dados mais atualizados da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, o Estado já registra 8.619 casos confirmados e 17.823 em investigação.

O sarampo é altamente contagioso, sendo transmitido durante a manifestação da doença, que dura em média dez dias, e também quatro dias antes e quatro dias depois dos sintomas, segundo o Ministério da Saúde. Uma única pessoa  contaminada é capaz de infectar, em média, 18.

Leia também: Devo tomar o reforço da vacina contra o sarampo? Tire suas dúvidas

Diferentemente da gripe, o sarampo não é transmitido por gotículas de saliva, mas pelo chamado aerossol, que são partículas ainda menores e com maior alcance. A doença fica incubada nas pessoas, e não no ambiente, daí seu grande potencial de proliferação.

Adultos podem tomar vacina contra o sarampo durante a campanha, que é dirigida a crianças? Tire duas dúvidas: